Mercado

Onde a aquicultura é mais forte no Brasil?

A aquicultura é a prática de cultivo de organismos aquáticos como peixes, moluscos, crustáceos e algas, realizada de forma controlada e sustentável. No Brasil, esta atividade tem se expandido significativamente, contribuindo não apenas para a segurança alimentar, mas também para a economia nacional.

Polos da aquicultura no Brasil

Os polos de produção aquicultura no Brasil se destacam principalmente nos estados do Paraná, Rondônia, São Paulo e Mato Grosso. Estes estados possuem características geográficas e climáticas favoráveis, além de infraestrutura adequada e políticas públicas que incentivam o desenvolvimento dessa atividade.

No Paraná, por exemplo, a aquicultura é impulsionada pela produção de tilápias e outras espécies de água doce, beneficiando-se das condições climáticas amenas e da existência de grandes reservatórios de água. Em Rondônia, a criação de tambaquis e pirarucus é favorecida pelas águas dos rios amazônicos e pelo clima tropical úmido. São Paulo se destaca na produção de camarões em sistemas intensivos, aproveitando sua infraestrutura e mercado consumidor robusto. Já no Mato Grosso, a produção de peixes como pacus e pintados cresce com o apoio de tecnologias inovadoras e investimentos em pesquisa.

Esses estados não apenas lideram em termos de produção aquicultora, mas também são exemplos de como a atividade pode ser desenvolvida de maneira sustentável, garantindo a conservação dos recursos naturais e promovendo o desenvolvimento socioeconômico regional.

Este panorama evidencia o potencial do Brasil na aquicultura e a importância estratégica desses polos para o setor, contribuindo para o abastecimento interno de alimentos e para a geração de emprego e renda nas comunidades envolvidas.

Lucas Alves

Jornalista e revisor. Atualiza diariamente as principais notícias do mercado agrícola.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo