Mercado

Quais as raças de suínos mais criadas no brasil?

Os suínos, popularmente conhecidos como porcos, são animais de grande importância na produção agropecuária. Eles são criados principalmente para a produção de carne, além de outros subprodutos como pele, gordura e ossos. A suinocultura, que é a criação de suínos, tem se destacado no Brasil como uma atividade econômica relevante, proporcionando renda para muitos produtores rurais.

Raças de suínos mais criadas no brasil

No Brasil, algumas raças de suínos se sobressaem pela eficiência na produção e pelas características de carne de qualidade. A seguir, listamos as raças mais produzidas no país:

  • Landrace: Uma das raças mais populares, conhecida pela pele e pelagem finas. Os suínos Landrace podem pesar até 300 kg na idade adulta e atingem o peso ideal para abate, cerca de 120 kg, entre 5 e 6 meses de vida. Destacam-se pela excelente performance na produção de carne.
  • Large White: Também conhecida como Yorkshire, essa raça apresenta bom ganho de peso diário e alto rendimento de carcaça. Os suínos Large White têm pelagem branca e grande porte, sendo as fêmeas amplamente utilizadas como matrizes. É comum o cruzamento com a raça Landrace para produzir matrizes industriais eficientes.
  • Duroc: Esta raça é valorizada pela qualidade elevada da carne e pela rusticidade. Os suínos Duroc são conhecidos pela carne marmorizada e pela resistência, sendo uma das raças terminadoras mais utilizadas no mundo. Possuem pelagem vermelha e são animais ágeis, flexíveis e fortes.
  • Piétrain: Originária da Bélgica, a raça Piétrain é especializada na produção de carne. Com pelagem branca e manchas pretas, esses suínos possuem temperamento tranquilo e boa fecundidade. São notáveis pelas excelentes características de carcaça, como rendimento, conversão alimentar e ganho de peso.
  • Hampshire: Caracterizada pela pelagem preta com faixas brancas nas patas dianteiras, a raça Hampshire apresenta carcaça de boa qualidade para a produção de carne fresca.
  • Large White x Landrace: O cruzamento entre essas duas raças é muito utilizado para a linha de fêmeas, combinando características produtivas e reprodutivas de ambas. A Large White contribui com bons índices zootécnicos e reprodutivos, enquanto a Landrace se destaca pela alta produção de carne. Este cruzamento é frequentemente melhorado geneticamente para oferecer uma matriz superior, aliando produtividade com excelentes índices reprodutivos.

Estas raças representam a base da suinocultura brasileira, cada uma com características específicas que atendem às demandas dos produtores e do mercado consumidor. A escolha da raça certa é fundamental para o sucesso na criação de suínos e na produção de carne de qualidade.

Lucas Alves

Jornalista e revisor. Atualiza diariamente as principais notícias do mercado agrícola.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo