Mercado

Qual a pimenta mais ardida do brasil?

No universo das pimentas, cada uma tem suas peculiaridades, desde o sabor até o nível de ardência. A pimenta-murupi, conhecida no Brasil, destaca-se como uma das variedades mais fortes do território nacional. Originária da região amazônica, sendo cultivada principalmente em Manaus e no Pará, a pimenta-murupi pertence à espécie Capsicum chinense. Esta espécie é famosa por abrigar algumas das pimentas mais picantes do mundo, e a murupi não é exceção.

A pimenta mais ardida

A ardência da pimenta-murupi é o que a coloca em destaque. A intensidade de seu sabor picante rendeu-lhe o apelido de “rainha brasileira”, um título que reflete sua posição de destaque entre as pimentas mais ardidas cultivadas no Brasil. Seu cultivo na região amazônica é tradicional, onde é amplamente utilizada em diversas receitas locais, agregando um sabor intenso e característico aos pratos.

A pimenta-murupi não é apenas apreciada pelo seu sabor ardente, mas também pelos benefícios que as pimentas em geral proporcionam à saúde. Elas são ricas em capsaicina, o composto responsável pela sensação de ardência, que possui propriedades anti-inflamatórias e pode ajudar na aceleração do metabolismo.

Para os amantes de pimenta, experimentar a murupi é quase um rito de passagem. Seu uso pode variar desde molhos intensos até como tempero para carnes e peixes, garantindo uma explosão de sabor. Porém, é importante lembrar que, devido à sua intensidade, ela deve ser utilizada com cautela, especialmente para aqueles que não estão acostumados com níveis altos de picância.

Assim, se você está em busca da pimenta mais ardida do Brasil, a pimenta-murupi certamente é uma candidata forte ao título. Com seu sabor marcante e ardência elevada, ela se mantém como uma das favoritas entre os apreciadores de pimentas no país.

Lucas Alves

Jornalista e revisor. Atualiza diariamente as principais notícias do mercado agrícola.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo