NotíciasMercado

Todo boi tem cupim? Qual o nome da raça do boi que tem cupim?

Se você está familiarizado com o universo dos churrascos, certamente já ouviu falar do Cupim. Este corte bovino é um dos favoritos dos brasileiros pelos seus sabores únicos e irresistíveis. Mas o que exatamente é o cupim e de onde ele vem? Vamos explorar mais sobre o assunto.

O cupim é um corte composto por fibras musculares repletas de gordura, dando a este corte uma textura marmorizada e intensa. Este alto nível de marmorização contribui para a riqueza de seu sabor. No entanto, a concentração de gordura significa que essa carne deve ser consumida com moderação.

Desmistificando Antigos Mitos

No passado, havia uma crença de que o cupim era a parte do animal onde se acumulavam toxinas. Contudo, esse mito, que se originou há cerca de 40 anos, já foi amplamente desacreditado. Não existe nada prejudicial na carne, exceto o nível de gordura, o que reforça a importidade de consumo moderado.

Cupim: presente apenas em algumas raças bovinas

Nem toda raça bovina possui o cupim. Esse corte está localizado atrás do pescoço de animais da raça zebuína ou seus cruzamentos.

Animais de raças como Nelore, muito comuns no Brasil, apresentam essa característica. Importante ressaltar que as raças mais adaptadas ao calor e clima tropical são as que apresentam o cupim. Raças europeias, como Angus e Charolês, assim como o famoso boi japonês Wagyu, não possuem cupim.

Por que esse corte é tão valorizado?

A carne do cupim é rica em gordura entremeada, o que proporciona um sabor único e agradável ao paladar, além de uma maciez característica. Este corte tornou-se extremamente apreciado pelos brasileiros, sendo um dos cortes mais saborosos do boi.

Ele é bastante utilizado para assados e churrascos, mas é preciso paciência, dado o longo tempo de cozimento necessário para que ele atinja o ponto ideal.

Luis Ronaldo Soares

Sou apaixonado por televisão, jornalismo e notícias de diversas áreas. Desde criança, a televisão sempre foi minha janela para o mundo, e meu interesse em jornalismo cresceu à medida que percebi seu poder de informar e inspirar. Adoro acompanhar notícias sobre política, ciência, cultura e eventos globais, mantendo-me sempre atualizado. Minha curiosidade insaciável me leva a explorar diferentes perspectivas e aprofundar meu entendimento sobre o mundo ao meu redor.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo